Hoje, por um lado, estamos diante de um constante aumento da demanda alimentar devido ao incremento demográfico em âmbito global e por outro, os recursos como solos aráveis, água doce, fertilizantes e energia tornam-se cada vez mais escassos e cada vez menos renováveis. A técnica da cultivação protegida representa a solução ideal para combinar o incremento dos rendimentos produtivos com a qualidade e a sustentabilidade ambiental.

Com essa técnica o operador pode modificar os fatores da produção para criar um ambiente e um microclima ideal para o desenvolvimento das culturas agrárias superando a sazonalidade das produções ou cultivando em areais às vezes limitantes.

Dentro das estufas é possível modificar a temperatura, a duração e a intensidade da radiação solar, a humidade do ar e do solo que cada vez mais é substituído por substratos de variada origem.

Nesse contexto o sistema de irrigação assume um papel fundamental, pois deve consentir o abastecimento hídrico e nutricional às culturas que vivem em um ambiente artificial e que não dispõem de fontes naturais.

O sistema de irrigação, ou melhor, de fertirrigação deve ser capaz de distribuir a água e os nutrientes dissolvidos nela de modo preciso e uniforme para favorecer o crescimento ideal das plantas e obter os máximos rendimentos produtivos. Os sistemas de irrigação para as culturas protegidas podem ter a função de distribuir a solução como também para tornar o microclima mais favorável para as culturas específicas. No primeiro caso são usados os sistemas de microirrigação gota-a-gota enquanto no segundo, falamos de microaspersão ou nebulização.

O sistema deve ter dispositivos que permitem realizar, controlar e modificar em tempo real os valores da solução nutritiva em termos de pH e de condutibilidade elétrica (EC). O sistema de irrigação deve ser bem dimensionado e projetado para obter o máximo da uniformidade das produções e também, em muitos casos, é utilizado para distribuir produtos fitofarmacêuticos para os quais se requer a máxima precisão na distribuição.

A água e a solução nutritiva podem ser distribuídas tanto por meio de tubos gotejadores quanto por meio dos gotejadores de tipo on-line como o iDrop. Esse último junto com o Sistema Capilar é usado em caso de cultivos fora do solo que representam o máximo da tecnologia aplicada ao cultivo das culturas.